Tags

, ,

Eu sou do povo que fala português

Do povo que não tem meio

Ou está no alto firmamento,

Ou está no fundo abissal

Seja no Brasil,Portugal, Angola ou Macau

Este povo que não tem terra

Navegando em saudades

Festejando entre estrelas

Eu sou desse povo de língua portuguesa

Que se mistura aqui e acolá

Entre negros, índios e orientais

E mesmo assim sente saudade

Estando em casa

Por não estar no mundo

Sente saudade em viagem

Pelo lar que deixou

Todos nós queríamos ser dois

Ser três , ser cem , ser um milhão

Para estar aqui

Para estar lá

Para estar em todo lugar

Onde o coração deixou pedaço

Todos nós queríamos a onipresença

Mas se a tivéssemos,

Não teríamos carnaval na chegada

Nem fado na partida

Não teríamos esta alma maldita e bendita

Que nos faz ser assim

No Brasil,Portugal, Angola ou Macau

 

 

 

ps: eu não sei pontuar poesia. Só aprendi a usar …