Em uma outra vida escrevi :

Madrugada
Desejo
Dois corpos sedentos
Sensíveis ao minúsculo toque
Calor crescente
Incêndio
Instinto
Desnudados de pudores
Pele-à-pele
Suor-à-suor
Misturando-se selvagemente
Suavemente
Sem limites nem escrúpulos
Descobrindo prazeres intermináveis
Intensos
Exalando o cheiro do mais antigo dos pecados
(E o melhor de todos)
Apenas dois corpos
Aquecidos pela combustão da carne
E do Sol que já desponta
Corpos quentes e úmidos
Em êxtase
Desejando ainda mais
E já é dia …

Anúncios