O asfalto gelado
O concreto encharcado
Tudo tão úmido
Tudo tão molhado
A água escorre cinza pelas paredes
Mina pelos muros sujos
Desliza pelas fissuras
Alimenta os fungos das telhas
Cria poças
Cria pequenos corregos nas sargetas
Molha, molha, molha
Como se já não estivesse tudo molhado
Essa chuva insidiosa
Lenta
Rançosa
Sobre o asfalto gelado
O concreto encharcado
Tudo tão úmido
Tudo tão molhado…

Anúncios