Escrever, neste momento, me traz constrangimento.

Boa parte dos textos que aqui estão, agora, me deixam constrangida.

Mas eu preciso passar por isso.

Apertar o nó antes de desatar.

Em breve tudo volta ao normal, se é que algum dia foi.

Tudo passa…

Com um sopro as letras se juntarão novamente.

Novas palavras surgirão.

Outras histórias dessa mesma personagem.

Dessa Colombina que não dorme e sonha acordada.

Dessa blogueria, protótipo de escritora,que se chama Aline.

Em breve, com um sopro.

Novas frases.

Quem sabe, daqui a pouco…

Anúncios