Ontem chegaram até aqui procurando “o que você me oferece são apenas palavras”.

Certas buscas,  por ironia do destino, metem o dedo na ferida.

A questão não é que eu ofereça apenas palavras.

Eu  ofereço minha companhia, meu respeito, lealdade e, para algumas pessoas, minha devoção.

Em alguns casos, meu corpo e minha  alma.

Ofereço meu afeto.

A questão não é o que ofereço, e sim, o que aceitam.

Como já escrevi outro dia, os abraços que não dou, deixam um vazio maior dos que o não recebo…

Anúncios