Peço licença aos meus poucos, porém estimados, visitantes para escrever algo direcionado à uma pessoa.

.
.
.

Caro Senhor Iluminado das bochechas rosadas
(se bem que, ultimamente, tenho te visto corar menos vezes)

Estou escrevendo aqui, porque sei que o diálogo entre nós não anda muito bem e tem certas coisas que eu precisava dizer. Eu não estou chateada com você. Nem teria como, nem porque. Essa barreira que criou-se entre nós é resultado de uma situação, espero que, passageira.
E talvez, seja melhor mesmo, esse espaço. Como eu já disse uma vez para você, eu sempre te apoiei e sempre torci por você. E continuo torcendo. Mas, talvez agora, eu não possa te apoiar. Tem horas, que a pessoa precisa escolher por onde vai trilhar e seguir essa trilha sem que haja interferência externa. E você está em um momento assim. De testar suas próprias vontades. De só seguir a própria mente. E, é nesse ponto, que apesar de torcer por você, eu não posso te apoiar. Eu não acho legal o caminho que vem seguindo e por isso não apoio. Porém, aceito. Discordar e aceitar, também fazem parte da amizade.
Este é um caminho seu e eu só posso acompanhar de longe e torcer (novamente essa palavra. Está virando time, é?) para que eu esteja enganada quanto ao que eu penso e prevejo. Ou então, torcer (de novo!) para que após a sua jornada, os tropeços sejam leves e sirvam apenas pra te dar uma coisa que conselho nenhum é capaz: experiência.
Não vou dizer pra você que está sendo fácil, manter a minha boca fechada e não dizer o que penso. Mas sei que de nada adiantaria. Não te desviaria do caminho aonde está e só traria conflitos desnecessários. Como eu já disse é o seu momento. Tem coisas que a gente precisa viver pra saber que viveu.
Desejo que seja feliz e alcance o sucesso que procura.
Saiba que eu continuo querendo a sua amizade (apesar de… bem…você sabe…) e que, você pode sempre contar comigo.
Apesar, de eu não te dizer, entre frases bonitinhas e recadinhos fofos, eu te amo.
Por isso te respeito e respeito suas escolhas.

Bjs

“Well it’s been a long time
since I’ve seen you smile…”
Beirut
Anúncios