nos instantes em que sinto a ausência de minhas asas
e me faz falta, os meus voos,
antes que o peso da gravidade me alcance,
recordo o que ganhei  ao cair

o ar que enche meus pulmões
o sabor que provo em meus lábios
o sussurro em meu ouvido
o arrepio em minha pele

recordo o que ganhei ao cair
e agradeço
pela minha vida…

.

.

.

imagem de polyvore.com

Anúncios