Eu não sei se existem, mas a Colombina que há em mim, continua acreditando, mesmo que sejam temporários.

Assim,  insisto.

Assim mantenho o desejo urgente da tentativa.

Por isso mantenho a chama acesa.

Mas eu nunca sei. Parece que  estou sempre entendendo tudo errado.

Agora sou eu que preciso de um sinal.

Agora sou eu que preciso de uma luz.

Anúncios