Um impulso. Tirei daqui palavras antigas, dos tempos de palco e dei a elas papel e capa. Estipulei um valor. Está feito. Um desejo bobo que adiava e adiava e, agora, está feito. Num impulso. Está feito. Está publicado. Não sei se alguém irá comprá-lo, se valerá a tinta e a celulose. Está feito.

Para quem quiser conferir, meu primeiro livro está aqui, no clube dos autores

Anúncios