E eu engoli meus medos e perguntei mesmo sabendo da resposta. Como quem aposta a última moeda num tudo ou nada. Agora não tenho mais como manter minha auto-ilusão. Você disse claramente como ponto final dessa não história cheia de reticências que “nunca”. A última moeda foi apostada num tudo ou nada. Tive sorte por não perder sua amizade. Porque o resto, eu nunca tive mesmo. E me desculpe, se ainda estou escrevendo sobre você mesmo tendo te liberado dessa “função”. Mas como você já sabe, é o meu jeito de lidar com tudo. Eu escrevo…
Agradeço por todo esse tempo de inspiração.
E, pode ser, que eu ainda precise gastar algumas palavras escrevendo sobre você. Me perdoe por isso. Não sou boa com pontos finais e sou dada à recaídas…
De qualquer forma, agradeço.
É muito bom saber que ainda posso chamá-lo de Amigo.

Anúncios