Tags

Na volta para casa, depois de mais um dia de trabalho de gente, não de fantasia, a Colombina parou alguns segundos na frente do edifício. Respirou bem fundo e bem devagar. Quis encher o corpo de noite, antes de subir as escadas.

Já da janela, ela percebeu, que mesmo sob a luz artificial da cidade, era capaz de enxergar as estrelas…

Anúncios