Tags

Nem confete,nem serpentina
Nem babados, nem purpurina
Cadê o bloco?
Se pelas ruas só andam os solitários
Cadê a marchinha?
Se pelas ruas só ecoa o silêncio
A Colombina se pergunta:
“Cadê o Carnaval?”
E a Colombina se perde na multidão
Na ilusão de se encontrar
Ela tomou cuidado com o Arlequim
Mas foi roubado seu coração
E ela agora procura o verdadeiro ladrão:
“Cadê o Pierrot?”

Cadê a marchinha?
Cadê o bloco?
Cadê o Carnaval?
Nem confete,nem serpentina
Nem babados, nem purpurina
Não tem folia na madrugada
Cadê o coração da Colombina?

 

se ela fosse cigana, veria nas cartas. se fosse odalisca, faria mistério. se fosse cortesã, seduziria à todos… mas ela… à ela, coube apenas uma colombina às avessas. que ignora os arlequins e que já chorou pelo amor do pierrot, no meio da multidão…

Anúncios