testando movimentos… é tanto espaço…  é difícil abrir as asas, quando sempre se enxergou em gaiola…

mesmo com o corpo e a alma cansados de noites mal dormidas… de tantas coisas pensadas e repensadas… te tantas coisas sentidas…
agora, tenho-me, estranhamente leve…

no momento, as palavras voam desordenadas…

por enquanto, deixo elas assim… até que elas mesmas se arrumem…

pouco a pouco, meu coração cicatriza…

Anúncios