Tags

E a Colombina sente seu coração. Apesar de toda decepção,todo o cansaço, todos os ferimentos, ele bate resistente.  Ela leva a mão no peito para ter certeza que ele está lá, onde, até pouco tempo, não estava.

Da sacada, enquanto fuma seu cigarro, ela admira o céu noturno. Até as estrelas, agora, parecem estar onde deviam…

 

Nasce mais um dia, que não é como outro qualquer. E o céu está limpo…

Anúncios