Andei esvaziando algumas lixeiras da alma. Limpando alguns vestígios remanescentes.

É interessante, o quanto pode caber num espaço vazio. As direções em que os ventos podem levar uma mente sem amarras.

Minhas emoções correm soltas. Admito que ando perdida e confusa. Mas, perdida e confusa por ainda não saber até aonde isso irá me levar. E, livre. Livre…

Meus sentimentos vem ganhando uma forma inesperada e impensada. Venho me surpreendendo com o ritmo em que meu coração vem batendo. Em alguns instantes, é assustador. E fascinante… E fascinante…

O que vai ser?

Eu não tenho a mínima idéia.

No momento, estou no meio desse furacão invisível que rodeia meu coração…

E sim, meu coração está onde deve estar… no meu peito e batendo com força. Vivo.

Só sairá  de lá, se eu mesmo o retirar…

Pode ser que  eu entregue a alguém que o guarde com cuidado…

Mas… não é o momento de pensar… não é momento de pensar…

É hora de sentir…

 

 

 

 

 

Anúncios