Ontem, alguém visitou um texto do qual não me orgulho,chamado “considerações sobre um potencial,que não passou de um potencial defeituoso”. Ao reler, esse conjunto de palavras agudas e amargas, cheias de fúria e decepção, resolvi retirá-lo do blog.Não porque não houvesse verdade no que dizia,pensava ou sentia, mas pela má escolha das palavras. Existem formas e formas de se expressar, e não gostei, da forma que utilizei.

Extraindo,racionalmente, a essência do texto, sem rancores,nem mágoas, e transformando-a em frases clichês diretas e, antes de tudo, verdadeiras:

Fazem contigo,exatamente,o que faz com os outros.

Você repete padrões e sempre cai nas mesmas armadilhas (que você mesmo cria para si ).

Se não gosta da situação,que volta e meia se encontra, mude a cabeça, mude a atitude.

Não se obtém resultados diferentes, fazendo tudo exatamente igual.

A vida está te apontando seus erros o tempo todo. Não seja burro. Aprenda.

Não se colhe felicidade semeando dor ao seu redor.

Anúncios