Às vezes, é preciso se permitir sentir uma nostalgia sem tempo certo. Olhar para o céu, estranhamente bonito, e sentir essa dorzinha estranha.
Às vezes, é preciso se permitir sentir falta de algo que parece estar prestes a acontecer, mas que não se sabe ao certo, se será real.
Às vezes, é preciso sentir vontade de tirar todas as tristezas do mundo.
E querer muito se aninhar o colo de alguém.
Às vezes é preciso sentir essa coisa sem motivo, que parece tristeza, mas que não é bem tristeza e deixar os olhos molharem.
Do que ter uma tristeza verdadeira e chorar com razão.
Às vezes, é preciso sentir o inexplicado e não tentar entender…

Anúncios