Eu não entendo de ganhar ou perder. A vida pra mim não é um jogo. É uma questão de viver e ser feliz. Enquanto alguns preparam mais um lance. Jogam, como num tabuleiro, com vidas e sentimentos, a espera de mais um ponto ou algum prêmio. Eu sigo meu caminho. O único prêmio que me interessa, não está em jogo. Ao contrário do que muitos pensam, vitória não é sinônimo da felicidade. Felicidade é uma outra coisa. E entre estratégias e artimanhas, medalhas intangíveis e uma vida em paz, eu fico com a última opção.

Mas quem sou eu pra dizer alguma coisa?

Sou só uma pessoa que vive, sente, pensa e escreve…E que, com o que viveu, aprendeu a evitar o que faz mal, o que dói.

Anos de platonismo me ensinaram, que sentimento não é questão de conquista. Se tem ou não tem. Surge naturalmente com o tempo ou não surge. Qualquer ação de conquista pode resultar num sentimento artificial, provocado por gestos não naturais. Então pra que tentar algo que, provavelmente, não será sincero em sua essência? E também, pra quê sofrer quando não é correspondido?

Se não é correspondido, o lance é desejar boa sorte para quem não corresponde e deixar o tempo fazer o que o tempo faz…

Anos de platonismo me ensinaram a não ter ciúmes. Cada um sente o que sente e por quem sente. Cada um sabe das suas escolhas. Antes que eu sofra desse mal, eu digo goodbye...

Anúncios