Esse tipo de situação não é novidade pra mim. Meu coração tem tanto calo, tanta cicatriz, que eu não entendo porque ele ainda é capaz de doer.  Como se alguma vez, um dos meus amores fosse recíproco, como se pudesse, ao menos uma vez, dar certo…

Sabe, antes que se apague o sorriso de dias e noites imaginando que poderia ser bom, antes que se perca o bom dos sentimentos que me despertou, vou tentar seguir um dos meus próprios conselhos.

“respira. respira. se dá pra levantar, levanta. se dá pra andar, então anda… quanto ao resto, é um gole, acender o cigarro, sorrir com a cara mais deslavada, enquanto liga o foda-se interno…

e assobia uma canção…”

e lhe desejar sinceramente:

seja feliz, feliz, feliz, feliz…

Anúncios