Está no silêncio
Na balburdia
No murmúrio
Na canção
Está no suspiro

Está na ponta do lápis
Na página amassada
Na tampa da caneta
Na tela do computador
Na folha em branco

Está na corrida
No passeio
No tropeço
No passo de dança
Na ponta dos pés

Está no canto da unha
No fio de cabelo
No olho
Na boca
Na língua
No ouvido
No corpo inteiro

Está no cinzeiro
No copo
Na xícara
No prato
Na mesa
No talher
Esta na comida

Está na maresia
Na fuligem
Na fumaça
No perfume
Está no ar

Está na gíria
No neologismo
Na onomatopeia
No discurso
Na pontuação

Está no cadarço do tênis
No barulho do salto
Na sandália rasteira
Nos pés descalços

Está nos paralelepípedos
No asfalto
Nos gramados
Na areia
Na terra batida
No tapete
Na tábua corrida

Está nos carros
Nos caminhões
Nos aviões
Nos trens
Nas barcas
Nas bicicletas

Está na cadeira
Na escada
No sofá
Na geladeira
Na cama e no fogão

Nos prédios
Nas mansões
Nos chalés
Nos barracos
Está nas ruas

Está no rio
Nas florestas
Nos pântanos
Nos desertos
Nos rochedos
No mar

Está em todo lugar
Está em tudo
Em cada canto
Cada planta
Cada animal
Cada pessoa
Aqui e acolá

Está nos mestres
Nas donas de casa
Nos andarilhos
Nos artistas
Nos engravatados
Nos mendigos
Está nos loucos

Está nele
Está nela
Está neles
Está em você
Está em mim
Está em nós

Está em todo lugar
Basta ver
Basta sentir
E se for poeta,
Escrever…

Anúncios