Eu não espero um felizes para sempre. Acredito no juntos enquanto felizes
E no felizes nem sempre. Porque, nem todo dia é um dia feliz. Mas, que dure, enquanto a felicidade for o mais frequente.

Não ofereço céu e terra. Apenas meus sentimentos e a minha, às vezes, nem tão agradável, companhia.

Respeito mútuo é essencial e inegociável.

Ofereço amizade, cumplicidade, carinho, apoio e paixão. E tentarei distinguir, entre cada momento, qual deles deverá sobressair.

Farei o possível pra não invadir o espaço do outro. E me empenharei para deixá-lo entrar, a cada dia um pouco mais, nessa minha vidinha que é só minha.

Não prometo um felizes para sempre. Que não sou princesa, nem vejo graça em príncipes. Prefiro pessoas, a vida real, com sentimentos verdadeiros. E não me preocupo com finais. Prefiro os inícios e os durantes.

Eu só prometo meus sentimentos e, enquanto durarem. E a minha companhia, que é o que, de fato, há para se oferecer.

Também preservarei a liberdade. Pois, só acredito no amor assim.

Não quero os nós. Prefiro os laços. Porque quem nasce com asas, não suporta correntes.

Eu só ofereço meus sentimentos e, enquanto durarem. E, se chegar a hora de ir ou de deixar partir, que seja um suave desenlace de fita…

Vai ver, que é esse meu excesso de sinceridade que põe tudo a perder…
Não sei se sou antiga, ou moderna demais.
Mas, com certeza, esquisita no meu modo de ser…
E eu só sei ser assim…

 

 

Anúncios