Ultimamente, tenho escrito mensagens, bilhetes e cartas. Palavras entregues apenas ao seu destinatário. Declaradas entre sorrisos ou sussurradas ao pé do ouvido. Palavras enluaradas ou ensolaradas, mas sempre repletas de cor e luz.

Minha vigília agora é diurna. E se sonho acordada, é porque vivo o sonho. Um sonho doce e descomplicado. De um amor que só dói uma dorzinha boba, uma dorzinha boa que tem hora pra começar e pra acabar. Uma dorzinha chamada saudade, que chega a ser gostosa pois é certo e breve o seu fim.

E vou vivendo um sonho chamado realidade, que é melhor que qualquer devaneio. Um beijo de boa noite, outro de bom dia e outro de boa noite e tudo mais que ocorre entre eles. Todos os olhares, sorrisos e carinhos. Todas as conversas, telefonemas e recadinhos. A despedida pela manhã com jeito de seriado antigo. O abraço com cheiro de café e pasta de dente na porta do apartamento. O beijo lançado da janela junto com um aceno. No fim do dia, o reencontro…

E tudo é tão especial e simples, como tudo que é natural. Talvez, como nós, seja esse o segredo que permeia a natureza: o amor. Essa força invisível e silenciosa que  vibra incessantemente em todo universo. E que só fui capaz de compreender quando você entrou na minha vida. Pois, por mais que se tente, só é possível entender esse amor sentindo. Só é possível entender esse amor vivendo. E só mesmo você, para me fazer sentir. E só mesmo você, para viver isso comigo.

E se escrevo menos, é porque a felicidade não cabe em  frases, nem em versos. E meus textos ficam tão pequenos para o que sinto e vivo, que se tornam minúsculos pontos desbotados se comparados à imensidão de um universo de galaxias, constelações e planetas.

E depois que você surgiu, tudo ficou mais belo. E depois que você surgiu, tudo ficou melhor. E depois que você surgiu, tudo parece mais fácil.

E se algo não sai como o esperado, desligamos o motor e deixamos que a serra nos guie em silêncio enquanto apreciamos o pôr do sol. Sem pressa e com amor, o litoral surge. O mar prateado pela lua e salpicado estrelas… Com muito amor… E tudo fica bem e vira história pra contar.

Eis o mistério do amor…

E eu durmo e desperto em sonho. Um sonho que vivo com você. Um sonho real.

E é tanto amor…

Anúncios