meu amor,
hoje o céu parece pender sob o peso das nuvens
e há notícias de que partes das cidades estão submersas

espero que as botinas protejam seus passos
e o grande guarda chuva abrigue suas ideias

não fique chateado por trocar as rodas pelos sapatos
e os pedais pelos pés

há algum vento
não o que vem com o gosto da liberdade
que sente quando pedala pelas avenidas
mas um vento
que leva aos poucos a intempérie embora
para que o asfalto ressurja das poças
e as águas não se derramem do céu

meu amor
em breve o céu volta ao azul
e poderá percorrer os caminhos
em seu cavalo de alumínio
mãos no guidão
e olhos no infinito

e meu coração em alegre sobressalto
como sempre irá disparar
ao ouvir o som antigo da buzina
que te anuncia

meu amor
não fique chateado
que hoje não é dia de pedalar
é só uma chuva
já vai passar
é chuva chamando o verão
melhor seria
se enquanto chove
você pudesse ficar…

Anúncios