Não tenho escrito com tanta frequência. Ando metida em fórmulas, decorebas e estudos descartáveis que se perdem a cada prova. Também tenho usado meu tempo em viver. Viver ocupa toda a agenda com coisas grandes e pequenas, complexas e simples. Todas importantes. Ser feliz atarefa a gente, viu? Até, quando não estamos fazendo absolutamente nada. Viver e ser feliz são funções de tempo integral.
E ainda tenho tempo para devaneios. Acreditar, meio desconfiada, que é possível mudar o mundo. Por mais que minha razão diga que não, minha fé se renova e, sonhadora, sigo idealista…
Falando a verdade: acho que nunca escrevi tanto. Tenho escrito muito, sem palavras, o meu destino…

Mas, aqui há e sempre haverá, poesia…

Anúncios