Diálogos

 

Diálogos Insones

DIÁLOGOS INSONES

 

Antes, aqui, eu disponibilizava, na íntegra o texto “Diálogos Insones de Uma Vigília Onírica”. Mas num impulso, resolvi dar forma e preço à obra. Abaixo um trecho do que agora é um livro:

um

I — Me deixe dormir.
II — Não quero.
I — Por que?
II — Não sei. Acho que não posso.
I — Não pode ou não quer?
II — Não sei. Talvez, os dois.
I — Sem nenhuma razão?
II — Há, com certeza, alguma.
I — Qual?
II —Também não faço idéia.
I — Então como você sabe que existe razão?
II — Sabendo.
I — Como?
II — Sabendo. Não dá pra explicar.
I — Tenta.
II — É irracional demais.
I — Então é só um motivo.
II — Hã?
I — Ou existem razões sem razão…
II — Não entendo.
I — Nem eu. Eu preciso dormir.
II — Mas não vou deixar.
I — Eu já nem consigo pensar direito.
II — Você me parece bem lúcido.
I — Então você tem que concordar que eu preciso dormir.
II — Eu concordo.
I — Boa noite.
II — Não dorme.
I — Mas você concordou.
II — Concordei. Sei que você precisa dormir, mas eu não vou deixar.
I — Por que ?
II — Já disse que não sei.
I — Eu não entendo.
II — Nem eu. Eu também queria dormir.
I — E por que não dorme?
II — Pra não deixar você dormir.
I — Já percebeu que não faz sentido o que você está dizendo?
II — É, eu sei.
I — Então você não sabe mesmo o por que de tudo isso?
II — Se eu soubesse, não estaria acordado.

Você pode fazer esse projeto de escritora feliz, adquirindo um exemplar em clube de autores.com.br ou em agbook.com.br

Nos comentários, o que achou quem leu o texto inteiro quando ele estava publicado aqui.

10 opiniões sobre “Diálogos”

  1. contemporaneando disse:

    Lendo seus diálogos, consegui visualizar perfeitamente toda a cena. São impressionantes, dariam realmente uma bela peça de teatro! Aliás, preciso dizer que gostei demais do seu blog, da sua maneira de se expressar e do seu estilo para escrever. Já acrescentei seu blog aos meus favoritos – espero que não se importe – e com certeza virei aqui sempre! Parabéns!
    PS: preciso conhecer a Lenore, adoro o Poe mas não sabia dessa personagem, veja se é possível! Quanto à Coraline, eu recomendo (sou suspeita para falar porque sou aficcionada por Gaiman) tanto o livro quanto o filme!

  2. Agradeço a visita, e fico feliz que tenha gostado das minhas divagações. Se quiser , na próxima visita, deixe end do seu blog para eu retribuir a gentileza.

  3. olá, gostei muito do blog, tanto do título quanto do conteúdo… me identifiquei bastante!
    essa cena de diálogo foi muito bem narrada e, mesmo com um quê de nonsense, é bastante provável entre duas pessoas surtadas em uma noite insone (falo por experiência própria)
    espero que continue a escrever mais e mais
    beijos

  4. Gostei muito! Foi encenada alguma vez neste plano ???

  5. não. um amigo ia montar, mas não sei nem se chegou a ter ensaio. :(

  6. Adorei o jeito que tu escreve e adorei, principalmente, este diálogo. Incrível!

  7. então só posso escrever: obrigada! sinta-se à vontade.

  8. Que coisa mais bem-feita! Complexo, inteligente, maravilhoso. Adorei.

  9. Sinto que comprarei seu livro! *-*

  10. Dialogo incrivel, gostaria de desenvolver uma habilidade tao boa quanto a sua ao escrever. A narrativa ta impecavel e proporciona uma viagem incrivel ao leitor, concerteza este é um ótimo livro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s